“Gvozdyk tem algo na cabeça.” Entrevista com o técnico Bivol sobre a vitória sobre o Canelo

gvozdyk-har-nagot-i-huvudet-intervju-med-tranare-bivol-om-jpg

Treinador do campeão WBA Super meio-pesado (até 79,4 kg) russo Dmitry Bivol (20-0, 11 KOs) Gennady Mashyanov deu
entrevista para o canal do YouTube da USACHEV TV.

Em conversa, o mentor expressou opinião sobre o motivo pelo qual o campeão absoluto do segundo peso médio (até 76,2kg) mexicano Canelo Alvarez (57-2-2, 39 KOs) foi lutar contra Bivol, falou sobre seus sentimentos durante a última luta, falou sobre uma possível vingança, e também comentou a opinião do ex-campeão ucraniano Oleksandr Gvozdyk.

O que você acha que fez o time de Canelo concordar em lutar contra Dmitry Bivol?

“Canelo lutou muito contra os gostos, eles pensaram. Com Smith e mais… São todos do mesmo tamanho do Dima, grosso modo, tanto de altura quanto de dados antropométricos… Canelo passou todos com calma, grosso modo, sem muita dificuldade. E com a mesma Serezha Kovalev, ele lutou com bastante calma. Ele não tinha tanta tensão na batalha, psicológica ou qualquer outra coisa. Ele acredita que tem a iniciativa, que vê tudo, só esperou que fosse possível acertar, e pegou Kovalev no golpe. E ele encontrou esse momento, e pensou que também lutaria boxe com Dima. Eles não levaram em conta que Dima é um boxeador completamente diferente desses. Eles correspondiam antropometricamente, fisicamente a Dima, mas as habilidades, capacidades e equipamentos técnicos, é claro, são um pouco diferentes lá.

Quando você teve suas maiores emoções? Quando o vencedor foi anunciado ou em algum outro momento?

– As emoções apareceram quando a luta acabou. Em princípio, minhas emoções foram positivas após a terceira rodada. A luta começou, e eu assisti dois rounds lá, dei instruções para o Dima, conversamos com ele como proceder, como continuar a luta, qual padrão aguentar. Ele estava tão calmo e confiante. E naquele momento, grosso modo, não tive emoções me inundando, mas me acalmei. O Dima lutou com calma, eu corrigi, fiz alguns ajustes, ele cumpriu todos. E tudo correu bem. E toda a luta… Avaliando a situação, Dima respondia a cada ataque bem sucedido de Canelo com 3-4 golpes bem sucedidos. Portanto, a superioridade aumentou a cada rodada, e fiquei muito satisfeito. Sem nenhum, eu já estava esperando o anúncio. Mas eu estava esperando um anúncio de que eles poderiam dar um empate, tirar de alguma forma ou outra coisa, mas não achei que eles dariam uma derrota ao Dima. Para manter o estrelato do Canelo, achei que poderiam dar um empate. Mas o espectador nas arquibancadas e o espectador nas telas – ele é o avaliador mais importante. E especialistas, e todos os outros viram perfeitamente quem venceu essa luta.

Canelo explica porque lutará primeiro com Golovkin e depois com Bivol

Eu acho que Canelo é um boxeador muito legal. Não é à toa que ele foi considerado e é considerado um dos melhores do mundo no momento. Eu o vi diretamente na luta com o Dima, antes daquelas lutas e tudo mais. Sim, acho que ele é um dos melhores do momento, se não o melhor boxeador. Bem, Dima lidou com isso. E o fato de falarem que o Canelo não subiu no peso dele ou outra coisa é conversa de mulher, eu acho. Porque quando eles foram para a luta, minha opinião era que o Canelo era mais pesado que o Dima durante a luta. Se Dima pesava 83 kg, então Canelo pesava 85 Kg. Sim, ele é mais baixo, mas em tamanho, densidade, massa muscular… Ele tem uma ossatura larga, ele é um boxeador agachado, largo. Dima é mais alto que ele. Ele tinha uma vantagem no comprimento do braço. Bom, em princípio, o nível de habilidade e tudo no Canelo é muito bom.

– Você gostaria de ver a continuação da história com Canelo no ringue? Em qualquer formato, em outro peso, nesse peso?

“Claro que Canelo não vai se acalmar. Pelo que entendi, ele é uma pessoa tão ambiciosa, tão orgulhosa. Ele vai tentar insistir em uma revanche e fazer algo na revanche. Grosso modo, justificam-se aos seus. Mas isso não significa que ele vai ganhar a revanche. Acho que Dima vai mostrar o boxe não pior do que na primeira luta, e talvez até melhor. Porque minha opinião é que Dima desenvolveu 70-80 por cento de suas capacidades.

– Fiquei surpreso com as palavras do sparring de Canelo, Alexander Gvozdik, que disse que Canelo venceu, e citou o motivo para que todos os erros de Dmitry fossem considerados a favor de Canelo.

— [смеётся] Não é que eu não queira comentar… Não sei o que aconteceu com Gvozdyk. Eu o considerava uma pessoa razoável, um boxeador competente. O que aconteceu com ele? Talvez algo tenha dado errado, talvez algo não esteja bem com sua saúde, sua cabeça está girando ou existem alguns sintomas de dores de cabeça ou, como dizem, doenças do cérebro. Mas esta é a pergunta dele. O que vamos focar em Gvozdik hoje ou em seu currículo, suas notas?

Hearn já tem adversário para Bivol no final do ano

Rating