Eu sou o único mexicano que pode vencer o Bivol. Assim diz o ex-campeão

jag-ar-den-enda-mexikanen-som-kan-sla-bivol-sa-jpg

O ex-campeão super médio mexicano Gilberto Ramirez (44-0, 30 KOs) não notou resistência do alemão Dominik Boesel (32-3, 12 KOs) no fim de semana – agora ele é o candidato oficial para a luta com WBA Super meio-pesado campeão da Rússia Dmitry Bivol (20-0, 11 KOs).

Está longe de ser certo que Ramirez terá sua chance de título na próxima luta. Bivol venceu o indiscutível sub-campeão mexicano Saul Canelo Alvarez no início do mês e será forçado a enfrentá-lo em uma revanche se o perdedor ativar uma cláusula contratual.

E o russo também está interessado em uma luta por todos os títulos da divisão – em breve o dono dos cinturões WBC, IBF e WBO será determinado em uma luta mano a mano entre os campeões mundiais Artur Beterbiev (Rússia) e Joe Smith Jr. ( EUA).

Ramirez ia “se vingar de Bivol por Canelo” antes, e agora
dizque simplesmente não há mais ninguém: “Depois que Bivol venceu Alvarez, nossa luta com ele certamente deve acontecer. Não há opções em tudo aqui. E essa luta vai acontecer. Garanto-lhe que sou o único mexicano que pode vencê-lo. E não apenas para vencer. Depois do que vi na luta com o Canelo, estou confiante que posso nocautear o Bivol.”

Ramirez pretende exercer seu direito, não vai arquivar o assunto: “Vamos insistir na luta, já que tenho status de desafiante obrigatório. Estamos prontos para exercer esse direito. É exatamente por isso que venho lutando desde que mudei de divisão.”

O mexicano compete no meio-pesado desde 2019. Ele tem vitórias sobre Tommy Carpensi, Alfonso Lopez, Sullivan Barrera e Yunieschi Gonzalez. Um pouco antes, Dmitry Bivol respondeu aos desafios de Gilberto Ramirez.

Para não perder as novidades mais interessantes do mundo do boxe e do MMA, inscreva-se em
Facebook e
notícias do Google.

Rating